Artigos

“Os Descendentes” por Marta Okamoto

Publicado em: 2012
Local: http://www2.uol.com.br/vivermente/noticias/o_rei_e_o_herdeiro.html

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

A experiência Balint-Paidéia: produção de um espaço coletivo de acolhimento e cooperação entre profissionais de saúde

Apresentação: Priscila Magalhães e Regina Neri na XI Jornada do EBEP – Vulnerabilidades
Data: 2012
Mesa: A condição sensível dos profissionais de saúde

Veja o artigo completo Veja o trabalho completo

Conferência virtual “El límite del límite” – Ricardo Rodulfo

Publicado em: 2010
Local: Portal “Signar / Por Psicopedagogía”
Resumo: se analiza el límite como motivo que retorna en distintas disciplinas antes que como concepto específico de una de ellas. Se inicia una deconstrucción de ciertos rasgos típicos reconceptuales que inciden en su concepción, particularmente en el terreno del psicoanálisis y de a psicopedagogía.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

RESENHA de Marisa Cherubini do livro “Trabajos de la leitura, lectura de la violencia: lo creativo – lo destructivo en el pensamiento de Winnicott”

Artigo inédito
Informações sobre o livro de Ricardo Rodulfo – “Trabajos de la leitura, lectura de la violencia: lo creativo – lo destructivo en el pensamiento de Winnicott”.
Buenos Aires, Paidós, 2009.
Resumo: apresenta algumas das idéias trabalhadas por Ricardo Rodulfo no livro acima citado.
Maio 2010, Porto Alegre,RS

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

A crença na liberdade enquanto direito moral mínimo: uma fundamentação por intermédio da alucinação e do absurdo – Cesar Louis Kiraly

Publicado em: 2007
Local: Portal “Signar / Por Psicopedagogía”
Resumo: O presente artigo parte da dimensão cética de investigação para pensar o sentido da política enquanto possibilidade de se estabelecer um direito moral mínimo. Partindo da distinção entre discursos de alucinação e discursos do delírio, determina que é impossível à delimitação de direitos morais sem a assunção de uma certa dimensão alucinatória para o discurso. Dessa forma, propõe, partindo do artigo de Herbert Hart Are there any natural rights investigar a dimensão propositiva de uma teoria política que parte da liberdade enquanto o direito moral mínimo por excelência, articulando com os conceitos de direitos gerais, enquanto proteções à liberdade e direitos especiais, enquanto proteção à determinação individual.

Direito Moral, Conteúdo Mínimo do Direito Natural, Liberdade e Teoria Política

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

Schreber, um outro lado da Psicanálise: a paranóia e a crise da investidura simbólica – Flávio Eustáquio Bertelli

Artigo inédito
Publicado em: 2007
Resumo: Partindo da leitura e interpretação freudiana do clássico “Caso Schreber”,dos seus delírios, e a interpretação que deles fez Freud, são introduzidos e articulados os conceitos de crise da investidura simbólica do sociólogo Pierre Bourdieu e aspectos do aparecimento da violência ligados à crise da modernidade,na ótica do filósofo Walter Benjamin, com o objetivo de ampliar o estudo da paranóia, inserindo-a no contexto histórico onde os paranóicos atuam.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

SINTOMA OU FANTASIA? – Flávio Eustáquio Bertelli

Publicado em: 2004
Local: XII Fórum Mundial da IFPS – Mesa redonda “Perversão, Política e Ideologia”
Resumo: A perversão, com uma nova apresentação, terá substituído a paranóia como o “discurso da sociedade”? A política deixou de ser o “locus” principal das discussões entre os grupos que “representam” seus interesses? Afinal, qual será o papel da ideologia hoje? É possível propor algum ponto de contato ou conexões entre os três temas?…..

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

Processos subjetivos e normas contemporâneas – Maria Regina Prata

Publicado em: 2003
Local: Segundo Encontro Mundial dos Estados Gerais da Psicanálise
Resumo: Este trabalho procura apontar algumas características dos processos subjetivos da atualidade, a partir das relações que podem ser estabelecidas entre as categorias de norma e de disciplina com o que pode ser chamado de “patologias da culpabilidade” (Ehrenberg, 1998), em comparação com os parâmetros normativos de hoje, que podem originar ou fazer prevalecer outras formas de sofrimento psíquico. Pretende ainda indicar o modo pelo qual a sociedade de consumo e a noção de risco estão presentes no modo de se subjetivar de nossos dias.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

Adultério: a família diante do estrangeiro – Eduardo Leal Cunha

Publicado em: 2002
Local: Veritati – Revista da UCSal – Ano II n.2, pp.39-54
Resumo: Com base na leitura do livro do jurista brasileiro Lemos Britto, publicado em 1921, intitulado Psychologia do adulterio e de uma retomada da discussão sobre o lugar da família na modernidade articulado à formação do Estado-Nação e ao desenvolvimento do capitalismo, propomos retomar o tema do adultério e da infidelidade conjugal tendo como referência a figura do estrangeiro. Situamos então a questão da infidelidade no quadro de uma discussão sobre os modos de constituição e funcionamento do moderno Estado Soberano, em cujo fundamento ocupam lugar de destaque as idéias de exclusão do estranho, do desviante, e de domesticação das paixões, quase sempre referidas à figura da mulher.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

Entre o assujeitamento e a afirmação de si – Eduardo Leal Cunha

Publicado em: 2002
Local: SPCRJ, v.18, n.21, p.167-180
Resumo: A partir dos trabalhos de Foucault sobre o dispositivo da confissão no âmbito de uma história da sexualidade e de Reik sobre a compulsão a confessar na clínica psicanalítica se procura estabelecer um contraponto entre os dois autores, numa articulação com os processos de subjetivação na atualidade, tal como podem ser questionados pela psicanálise.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo

Uma interrogação psicanalítica das identidades – Eduardo Leal Cunha

Publicado em: 2000
Local: Caderno CRH n.33 pp.209-228 Salvador: Centro de Recursos Humanos/UFBA
Resumo: A partir de um levantamento do uso que Freud faz do termo identidade ao longo da sua obra, propomos uma interrogação sobre os lugares possíveis para uma noção como identidade na teoria e na clínica psicanalítica. Nesse percurso, retomando por exemplo, certas formulações presentes na primeira tópica freudiana, discutimos uma aproximação da identidade a noções como desejo e fantasia.

Veja o artigo completo Veja o artigo completo