Curso - 11/02

Da criança sua majestade, o bebê à criança mal acolhida:
O infantil no tempo das funções parentais terceirizadas
Professor: Leila Guimarães – Psicanalista, membro do EBEPJF. Doutoranda em Pesquisa e Clínica em Psicanálise/UERJ. Professora e supervisora da clínica infantil do curso de Psicologia da Faculdade Machado Sobrinho/JF. Autora do livro “De que sofrem as crianças, hoje?”.
Horário: Segunda-feira, das 19h às 20h30
Periodicidade: Semanal
Início: 11/02
Término: 29/04

Valor por aula: R$60,00
Reserva de vaga mediante pagamento antecipado.

Por compreender que as transformações ocorridas na esfera sóciopolítico-econômica do mundo ocidental, a partir dos meados do século passado, abalaram a organização até então existente, afetando a constituição do corpo subjetivo e, por conseguinte, acarretando outra ordem de sofrimento psíquico, este curso propõe refletir sobre o infantil no mundo contemporâneo, visto que as funções simbólicas parentais sofreram um esgarçamento, já que foram terceirizadas.

Assim, pensar o infantil nas condições em que ele se constitui hoje – a partir do anonimato – é pensar em uma condição onde o real se escancara; uma condição onde a possibilidade de desejar, de fantasiar e de sonhar se encontra devastada, justificando o que na clínica atual se tornou bastante evidente: sujeitos devastados na sua subjetividade, devido à precariedade de um olhar desejante e consistente, o qual possibilita outro destino para as excitações pulsionais diferente da descarga direta, cuja manifestação podemos encontrar nos inúmeros fenômenos, os quais apontam para uma violência, seja contra o outro (nos atos antissociais, por exemplo), seja contra o próprio sujeito (como merece ser destacado aqui, a automutilação que tem estado cada vez mais presente no mundo da segunda infância e dos adolescentes).

Bibliografia será fornecida na primeira aula.